Agência de marketing digital: como escolher a melhor para empresa de TI Skip to main content

A grande diversidade de opções faz com que a escolha de uma agência de marketing digital seja complexa e demande uma análise minuciosa das possibilidades, especialmente no setor de TI.

Ao atuar no segmento de tecnologia, a empresa passa a ter um desafio adicional na definição da agência de marketing digital visto que os clientes e parceiros têm maiores expectativas em relação à qualidade da estratégia online desenvolvida.

Leia também: Marketing digital para empresas de tecnologia: quais as melhores opções?

Conheça a seguir quais critérios utilizar nessa escolha e como a ASB Marketing alcançou um elevado nível de diferenciação nesse segmento.

Baixe nosso guia completo para empresas B2B e saiba como aumentar os resultados da sua área comercial.

7 critérios para escolher a agência de marketing digital

Atualmente, há grande preferência pela contratação de parceiras especializadas para lidar com áreas específicas de um negócio, como é o marketing digital.

No entanto, a escolha da parceira é trabalhosa e exige a avaliação de diferentes critérios. A seguir destacamos os aspectos mais importantes de uma agência de marketing digital focada em TI. Confira!

1. Inovação

A área de TI está constantemente em transformação e o próprio marketing encara um cenário semelhante atualmente. Dessa forma, há uma expectativa para que uma empresa de tecnologia esteja sempre à frente, o que exige uma parceira qualificada.

Uma agência inovadora é aquela que conhece o cenário fluído no qual a empresa de TI está inserida, mas também que está constantemente em busca de aprimoramento e adoção de novas soluções.

Portanto, um primeiro critério a ser avaliado é a disposição à inovação da agência parceira e o sucesso dela nessa empreitada.

2. Automação

Se os clientes da empresa de tecnologia esperam agilidade e eficiência, a agência de marketing deve estar alinhada a essa demanda disponibilizando soluções e estratégias automatizadas.

Por exemplo, no relacionamento com o cliente via redes sociais não é mais possível esperar a disponibilidade do analista, sendo fundamental que haja rapidez na interação e atendimento automatizado ao cliente por meio desse novo canal.

Além disso, os processos de prospecção de clientes e nutrição de leads também precisam ser automatizados com o objetivo de qualificar o lead em menos tempo, oferecendo uma experiência personalizada e otimizada.

3. Dinamismo

Algumas empresas ainda têm processos engessados, o que inviabiliza o desenvolvimento de novas ideias e estratégias e, principalmente, reduz as possibilidades de pioneirismo devido à demora da tomada de decisão.

Essa limitação não pode existir em uma empresa de TI, sendo determinante que a agência de marketing digital parceira seja dinâmica e tenha um ambiente propício à criação.

4. Experiência

Um dos critérios mais importantes na escolha de uma parceira é a experiência dela no seu segmento de atuação, pois isso oferece informações valiosas sobre a operação como:

  • burocracias existentes no segmentos;
  • principais concorrentes a serem monitorados;
  • familiaridade com seu público-alvo;
  • cenário comercial;
  • expectativas de mercado.

Por exemplo, o conhecimento sobre uma nova lei que vai impactar o setor pode fazer com que uma estratégia seja prioritária e outra não. Esse conhecimento sobre o segmento é determinante para decisões mais acertadas e estratégicas.

5. Personalização

Uma agência que já tem familiaridade com a área de TI tornará a estratégia mais personalizada justamente porque já conhece quais práticas são adotadas no setor, evitando cópias ou falsas inovações.

Além disso, uma parceira ideal é aquela que consegue captar as particularidades do negócio e aplicar a experiência na área para tornar as soluções mais personalizadas e exclusivas.

Uma estratégia de marketing de conteúdo, por exemplo, pode ser personalizada ao considerar o tipo de demanda do público. Não é porque a prática é a mesma que ela não pode ser adaptada às necessidades do negócio e entregar resultados mais consistentes.

6. Flexibilidade

Engana-se quem pensa que uma empresa de TI terá uma atuação exclusivamente inbound, sendo possível o desenvolvimento de práticas outbound para impactar positivamente o público-alvo, aumentando a conversão.

Dessa forma, ao avaliar uma agência de marketing digital, é importante verificar se ela possui uma atuação flexível, podendo assessorar o negócio em diferentes frentes.

As estratégias inbound e oubound são complementares, viabilizando uma prospecção de clientes crescente e qualificada.

7. LGPD

Como afirmamos anteriormente, é essencial que uma agência conheça o setor, não é mesmo? A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) é um grande indicativo dessa importância.

A lei que entrará em vigor em agosto de 2020 muda a forma como as empresas podem captar, processar e armazenar dados pessoais, sendo que a legislação determinada tanto à adequação da empresa em si quanto dos parceiros de negócio.

Contratar uma agência que desconhece a LGPD e não está em conformidade com o novo regulamento pode prejudicar tanto a imagem quanto a operação da marca.

Saiba mais: Email de prospecção e LGPD: conheça os principais impactos

Portanto, avaliando esses critérios, a empresa de TI tem melhores condições de escolher uma agência de marketing digital mais capacitada. A seguir saiba como a ASB se destaca!

Como a ASB Marketing destaca-se no segmento de TI?

ASB Marketing é uma agência pioneira no Brasil no que se refere à prospecção 4.0, baseada em “receita previsível” ao adotar Big Data, automação, inteligência comercial e oportunidades de vendas para otimizar a geração de leads qualificados para TI.

A partir desse processo inovador, a agência alcançou um crescimento de 103% em seis meses. Além disso, a empresa conta com experiência no segmento de TI. Um dos cases de sucesso de segmento é a Docly, startup da área de recursos humanos, que, no período de um mês, teve 541 leads qualificados, sendo que 23% solicitaram uma proposta.

Leia também: Conheça nosso case de Marketing Digital com a Docly

Esse resultado foi possível a partir da criação de um processo estruturado de vendas com prospecção outbound e inbound, automação e nutrição de leads de acordo com a jornada de compra do consumidor.

Para saber mais sobre os nossos cases de sucesso e como podemos ajudar na prospecção de clientes, entre em contato agora mesmo!

Baixe nosso eBook e conheça as principais etapas do planejamento de marketing digital!

Deixe uma resposta